A FORMAÇÃO DO ADMINISTRADOR E CAMPOS DE ATUAÇÃO.
A FORMAÇÃO DO ADMINISTRADOR E CAMPOS DE ATUAÇÃO.

O administrador é o profissional com grande importância para o crescimento do
país, e o mesmo se destaca atuando em diferentes áreas, fazendo com que o seu reconhecimento
seja visto por todos. Quem nunca foi questionado sobre o curso de
administração. Há sempre uma pergunta no que diz respeito à crescente procura
pelo curso de administração. Algumas pessoas dizem que o curso é procurado por
aqueles que não conseguem ter sucesso nos cursos de medicina, engenharia,
direito, etc., razão pelas quais muitos acabam optando por administração e afirmam
ser este um curso fácil, para outros no seu entender a procura é devido a todos
terem um pouco do administrador. Na verdade falta conhecimento e clareza para
as pessoas que pensam assim.

Vamos
saber um pouco mais sobre as atividades exercidas por este tão importante
profissional.

De
acordo com os arts. 2º da Lei nº 4.769/65 e 3º do Regulamento aprovado pelo
Decreto nº 61.934/67, a atividade profissional de Administrador será exercida,
como profissão liberal ou não, mediante: a) elaboração de pareceres,
relatórios, planos, projetos, arbitragens e laudos, em que se exija a aplicação
de conhecimentos inerentes às técnicas de organização; b) pesquisas, estudos,
análises, interpretação, planejamento, implantação, coordenação e controle dos
trabalhos nos campos de administração geral, como administração e seleção de
pessoal, organização, análise, métodos e programas de trabalho, orçamento,
administração de material e financeira, administração mercadológica,
administração de produção, relações industriais, bem como outros campos em que
estes se desdobrem ou com os quais sejam conexos; c) exercício de funções e
cargos de Administrador do Serviço Público Federal, Estadual, Municipal,
Autárquico, Sociedades de Economia Mista, empresas estatais, paraestatais e
privadas, em que fique expresso e declarado o título do cargo abrangido; d) o
exercício de funções de chefia ou direção, intermediária ou superior,
assessoramento e consultoria em órgãos, ou seus compartimentos, da
Administração pública ou de entidades privadas, cujas atribuições envolvam
principalmente, a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas de
administração; e) magistério em matérias técnicas do campo da administração e
organização.

Não é a
toa que o profissional de administração é reconhecido e tem a sua importância
na história de um país. Vejamos os campos de atuação e as suas atividades, de
acordo com o CFA (Conselho Federal de Administração).

Administração e Seleção de Pessoal / Recursos
Humanos,
as atividades desenvolvidas são: cargos e salários, controle de
pessoal, coordenação de pessoal, desenvolvimento de pessoal, interpretação de
performances, locação de mão-de-obra, pessoal administrativo, pessoa de
operações, recrutamento, recursos humanos, seleção, treinamento.

Organização e Métodos/Análise de Sistemas, as
atividades desenvolvidas são: administração de empresas, análise de formulário,
análise de métodos, análise de processos, análise de sistemas, assessoria
administrativa, assessoria empresarial, assistência administrativa, auditoria
administrativa, consultoria administrativa, controle administrativo, gerência
administrativa e de projetos, implantação de controle e de projetos, implantação
de estruturas empresariais, implantação de métodos e processos, implantação de
planos, implantação de serviços, implantação de sistemas, organização
administrativa, organização de empresas, organização e implantação de custos,
pareceres administrativos, perícias administrativas, planejamento empresarial,
planos de racionalização e reorganização, processamento de dados/informática, projetos
administrativos, racionalização.

Orçamento, as atividades desenvolvidas são: controle de
custos, controle e custo orçamentário, elaboração de orçamento, empresarial,
implantação de sistemas, projeções, provisões e previsões.

Administração de Material/Logística, as
atividades desenvolvidas são: administração de estoque, assessoria de compras,
assessoria de estoques, assessoria de materiais, catalogação de materiais,
codificação de materiais, controle de materiais, estudo de materiais,
logística, orçamento e procura de materiais, planejamento de compras, sistema
de suprimento.

Administração Financeira, as
atividades desenvolvidas são: análise financeira, apuração do E.V.A. (Economic Value Added), assessoria
financeira, assistência técnica financeira, consultoria técnica financeira, diagnóstico
financeiro, orientação financeira, pareceres de viabilidade financeira,
projeções financeiras, projetos financeiros, sistemas financeiros,
administração de bens e valores, administração de capitais, controladoria,
controle de custos, levantamento de aplicação de recursos, arbitragens,
controle de bens patrimoniais, participação em outras sociedades - (Holding),
planejamento de recursos, plano de cobrança, projetos de estudo e preparo para
financiamento.

Administração Mercadológica/Marketing, as
atividades desenvolvidas são: administração de vendas, canais de distribuição,
consultoria promocional, coordenação de promoções, estudo de mercado,
informações comerciais - extra – contábeis, marketing, pesquisa de mercado,
pesquisa de desenvolvimento de produto, planejamento de vendas, promoções,
técnica comercial, técnica de varejo (grandes magazines).

Administração de Produção, as
atividades desenvolvidas são: controle de produção, pesquisa de produção,
planejamento de produção, planejamento e análise de custo.

Campos conexos: administração de consórcio,
administração de comércio exterior, administração de cooperativas, administração
hospitalar, administração de condomínios, administração de imóveis,
administração de processamento de dados/informática, administração rural, administração
hoteleira, factoring, turismo.

Desde a
criação do curso de administração de empresas, na década de 50, a procura pelas
vagas vem crescendo de forma acentuada atraindo tantos interesses quanto os
tradicionais cursos de formação superior. São grandes as oportunidades para o
profissional de administração em suas diferentes áreas de atuação, e isso realmente
responde a grande procura pelo curso. Infelizmente diversas empresas públicas e
privadas, e até mesmo um país sofre, quando não se tem esse profissional. Percebe-se
que até mesmo os profissionais liberais como médicos, advogados, arquitetos
procuram esses profissionais para administrar seus negócios, bem como há
aqueles que acabam por fazer o curso para assim administrar seus próprios negócios.

O perfil do profissional de administração faz sua
diferença não apenas por ter conhecimento, mas por estar antenado nas
informações que ocorrem no mundo, e assim preparado para tomar as melhores
decisões de olho no futuro. Esse profissional se destaca porque sabe valorizar
o ser humano, consegue enxergar o potencial dos seus administrados e sempre
busca resultados positivos, tomando decisões corretas em pouco tempo e com um baixo
custo.

Para o
professor Flávio Rego Freitas Toledo, da FGV, o processo de informação deve ser
permanente, e cabem a estes profissionais 80% a 90% da responsabilidade.
“Liderar modernamente é ser um comunicador, um consultor, um orientador, um
apoiador, um educador, um provedor de recursos e um estimulador constante do
processo criativo da equipe”. (Fonte: jornal O Estado de São Paulo)

O
profissional de administração é um conhecedor de assuntos gerais, bem como um
empreendedor seja ele assalariado ou independente. O curso de administração
habilita o profissional a ocupar a direção em diferentes empresas de qualquer
ramo de negócios. Para um mercado cada vez mais competitivo e seletivo, o
sucesso profissional depende do crescimento e desenvolvimento do mesmo. O
conhecimento adquirido, juntamente com suas habilidades e competência dá uma
garantia de empregabilidade, e mesmo que seja demitido, consegue em pouco tempo
um novo emprego, ou seja, toda a bagagem de informação adquirida torna esse
profissional apto a manter e conquistar seu espaço no mercado de trabalho. Para
esse profissional não existe tempo ruim.

É
preciso atentar também para o ensino das universidades na formação desses
profissionais, pois os mesmo além de adquirir habilidades e competência devem
conhecer outros idiomas, bem como analisar cada cultura, vivenciar os
sentimentos das comunidades, pela pesquisa e procura dos anseios dos grupos,
fazer a avaliação do desempenho humano e o potencial dos recursos humanos. Deve
existir nesse profissional o conhecimento crescente de administração, política,
economia, história, arte, psicologia, sociologia. Disciplinas que servem de
alicerce para o sucesso da sua carreira profissional. Não se esquecendo da experiência
prática, pois essa também exerce uma grande influência na sua formação, um
grande exemplo são as empresas juniores cujo papel é fazer com que o
profissional comece a aplicar o seu aprendizado colocando em prática no
decorrer do curso. Nada melhor do que um estudo (teoria) acompanhado da
prática.

Sabemos da
importância do estágio, mas o que nem sempre ocorre é a disponibilidade de
empresas para aplicar aquilo que se aprende, sem falar da falta de autonomia
nas tomadas de decisões; e a participação nesses estágios acaba servindo apenas
para completar a carga horária, pois os serviços executados muitas vezes estão longe
da realidade do curso. Já as empresas juniores procuram desenvolver nos futuros
profissionais o empreendedorismo e as competências pessoais que são
fundamentais no mercado de trabalho, ensinando a atuar com dinâmica, a lidar
com clientes e a liderar grupos. Essas empresas juniores têm como finalidade formar
profissionais conscientes e capazes, aptos para construir um país cada vez
melhor, exercendo com zelo suas atividades profissionais nas diversas áreas de
atuação visando sempre o bem coletivo.

 Por:

JOSÉ ALBERTO CORDEIRO FILHO

Enquete
O que você acha do curso de Administração?
Bom!
Regular!
Péssimo!
Ótimo
Ver Resultados




ONLINE
1





Partilhe este Site...